Calma, o título do post é só uma pergunta.

Apesar de sempre buscarmos simplicidade em nosso dia-a-dia, nossas ações algumas vezes dizem o contrário. As pessoas às vezes preferem, sim, produtos mais complexos.

Pasquale

Pausa do professor Pasquale: complexo ≠ complicado.

Em algumas culturas e em alguns mercados, produtos mais complexos são mais atrativos do que produtos que parecem simples. Na Coréia do Sul, por exemplo, refrigeradores são desenhados para parecerem mais complexos do que os refrigeradores não-coreanos – mesmo que as especificações técnicas e o preço sejam muito parecidos. Isso porque, na cultura do país, complexidade significa sofisticação – que é muitas vezes associada a prosperidade.

Liquidificadores: qual parece mais completo?

Quando as pessoas vão escolher um liquidificador, por exemplo, elas costumam olhar para as características técnicas do produto. Qual dos dois liquidificadores acima elas pensam que faz mais coisas?

Simplicidade faz o produto parecer mais fácil de usar, mas ao mesmo tempo pode fazer o produto parecer menos completo.

Saber balancear esses dois fatores muitas vezes é tão (ou mais) importante quanto saber simplificar ao extremo o produto que você está desenhando.

Daqui