Image

pesquisa

De Arquiteto a Detetive da Informação

Apresentação divertida e interessante da Ana Paula Batista e Luciana Terceiro, contando como elas e o time de produtos do(a) UOL incorporaram pesquisas com usuários no processo de desenvolvimento de …
Read More

Monday Readings
9 months ago

Monday Readings

Monday Readings

Mais uma edição do Monday Readings: um copo de café + 30 minutos da manhã de segunda-feira + 5 links relacionados a design, tecnologia ou comportamento. Para começarem a semana inspirados :)

Monday, 16.12.13

#1

A guerra da Netflix contra a cultura de massa
A TV não morreu e continua sendo a mídia número 1 nos EUA. Na média, os americanos assistem 5 horas de TV por dia, um número que vem crescendo desde os anos 1990 e as horas somadas ultrapassam o tempo que um francês média passa trabalhando. É por isso que o que a Netflix está tentando fazer é tão audacioso. Nos últimos dois anos, a companhia vem investindo em programação original, mas mais ambicioso que isso é a tentativa de substituir o modelo tradicional de TV por um ditado pelos comportamento e valores de geração da Internet.

Ao invés de alimentar uma identidade coletiva com amplo conteúdo atrativo, os “streamers” imaginam uma cultura unida por gostos compartilhados ao invés de intervalos de tempo arbitrários. Perseguindo uma estratégia que vai de encontro a muitas hierarquias e normas estabelecidas de Hollywood, Netflix busca nada menos do que reprogramar os americanos. O que acontecerá com nossa cultura de massa se ela tiver sucesso?

#2

Emoção > Informação
Quem não lembra do anúncio da Cadbury em que um gorila toca bateria ao som de Phil Collins. Ninguém previa o sucesso que faria, em pesquisas anteriores a veiculação, o filme se saiu mal, com notas baixas em “visibilidade” e “apelo de marca”. No entanto, o retorno sobre o investimento foi 3 vezes a média das campanhas do segmento.

A inspiração por trás dessa campanha veio de Daniel Kahneman, um psicólogo vencedor do Nobel de 2002, por ter mostrar que as pessoas não os agentes racionais que os economistas achavam que fossem. No livro “Thinking, Fast and Slow”, ele argumenta que a mente incorpora dois sistemas: um intuitivo “sistema um”, que faz as decisões automaticamente, e um calculado, porém preguiçoso, “sistema dois” que racionaliza as ideias do sistema um e as vezes, o governa. Para Kahneman, a disciplina da publicidade, é acima de tudo, uma maneira de preparar o sistema um, para empurrar os consumidores para uma compra.

É um tipo de pensamento que valoriza emoção sobre informação e presta mais atenção ao propósito da marca do que seus produtos. Isso demanda não apenas uma nova maneira de fazer anúncios, mas também novos métodos para avaliar se eles irão funcionar. Pesquisadores deverão buscar maneiras de mensurar emoção quase como uma métrica única.

Continue lendo »

Monday Readings
9 months ago

Monday Readings

Monday Readings

Mais uma edição do Monday Readings: um copo de café + 30 minutos da manhã de segunda-feira + 5 links relacionados a design, tecnologia ou comportamento. Para começarem a semana inspirados :)

Monday, 09.12.13

#1

30 pessoas abaixo de 30 que estão mudando o mundo
Lista da Time de alguns jovens que estão tocando projetos que estão ajudando a melhorar um pouco o mundo. Inspiração para sua lista de metas para 2014 ;-)

James Beshara e Khaled Hussein: criadores do Crowdtilt, uma espécie de Kickstarter que dá às pessoas a possibilidade de financiar qualquer coisa, de causas de justiça social a desenvolvimento de pequenos projetos pessoais.

Kristen Titus: diretora do Girls Who Code, um projeto que busca introduzir adolescentes ao mundo da ciência da computação e ajudar a tornar a indústria da tecnologia mais equilibrada em termos de gênero.

Brandon Stanton: fotógrafo é criador de um dos blogs mais legais da Internet “Humans of New York.” Com fotos tiradas nas ruas de Nova York, ele ajuda a contar as histórias das pessoas que passeiam por uma das cidades mais fascinantes do mundo.

#2

Tendências 2014
Quer saber mais o que 2014 reserva? Segue um compilado de reports e estudos que indicam as tendências em tecnologia, ciência, publicidade e whatever.

sparks & honey 2013 trends snapshot

The Face of Google in 2014

trendwatching.com’s 7 CONSUMER TRENDS TO RUN WITH IN 2014

JWT: 10 Trends for 2014 – Executive Summary

Digital Trends for 2014

Continue lendo »

Monday Readings
9 months ago

Monday Readings

Monday Readings

Mais uma edição do Monday Readings: um copo de café + 30 minutos da manhã de segunda-feira + 5 links relacionados a design, tecnologia ou comportamento. Para começarem a semana inspirados :)

Monday, 25.11.13

#1

52 tendências em tecnologia para 2014
A Wired dá a largada para a lista de tendências para 2014 com o seu especial dividido em grandes áreas: mídia, ciência, medicina, estilo de vida e política.

Um aperitivo:
- Anúncios de TV que te conhecem intimamente: TVs inteligentes e consoles de videogame de última geração estão explodindo com informações de preferências dos usuários. 2014 será o ano em que os anunciantes finalmente se aproveitarão desses dados.
- Bitcoin mais do que dinheiro: a popular “cripto-moeda” está evoluindo, e podemos esperar ver doações, financiamento público e até pagamentos com rastreamento feitos com a moeda.
- Fazer coisas > ter coisas. A economia das experiências continuará indo além. Não é o que você compra, e sim o que você faz (e pra quem você conta).
- Android se torna o novo Linux: em apenas cinco anos, o sistema operacional aberto do Google saiu do nada para dominar o mercado – Games e a Internet das coisas estão no horizonte da empresa.
- Startups vão assumir o governo: parcerias público privadas estão condenadas a ser eclipsadas por soluções inovadoras do mercado para a prestação de serviço vital de startups como Uber, Lyft ou Cabify para serviços públicos.

#2

A invasão dos tutores online
Contratar um tutor tem se tornado cada vez mais fácil com o crescimento vertiginoso de empresas oferecendo cursos online e tutoria sob demanda. Os estudantes podem usar seu cartão de crédito e em menos de um minuto, ter um tutor ao vivo, a disposição 24 horas, sem a necessidade de agendamento ou deslocamento.

Mas o segmento tem um longo caminho para evoluir, além da qualidade desse apoio ser desigual, essa abordagem de usar o recurso que estiver disponível no momento, pode não ser a melhor alternativa para estudantes que precisam de ajuda. Muitas vezes, o barato sai caro. Mas ainda assim, esses tutores online ajudam a preencher uma enorme lacuna, que os pais não conseguem preencher.

Continue lendo »

Top