Muita gente entra em contato através do blog para se informar mais a respeito de cursos de especialização em Arquitetura de Informação, livros, referências e blogs sobre o assunto. A maioria dos contatos são de pessoas que desejam iniciar na área e sentem falta de boas referências no assunto. A boa notícia é que grande parte do conteúdo está disponível na web, gratuitamente, e basta um pouco de investigação, um bom ponto de partida e um nível intermediário de inglês para conseguir consumir conteúdo de várias partes do mundo.

Nos últimos anos, os arquitetos de informação ficaram também conhecidos conhecidos como User Experience DesignersDesigners de InteraçãoEspecialistas em Usabilidade – entre outros termos. A variação diz respeito à área da disciplina em que esses profissionais atuam. Para entender mais sobre as diferentes nomenclaturas, recomendo este post sobre as disciplinas do User Experience Design.

Mas para começo de conversa…

(continue descendo…)

blog_divisoria

O que faz o Arquiteto de Informação?

Information Architecture Institute define Arquitetura de Informação como:

The art and science of organizing and labeling web sites, intranets, online communities and software to support usability and findability.

É claro que essa definição se aplicava muito no final dos anos 90, quando a internet era composta pioritariamente de sites que rodavam em computadores desktop (nada de smartphones, tablets, aplicativos, óculos inteligentes, totens interativos, geladeiras conectadas e pulseiras que medem seu desempenho físico ao longo do dia).

Com o passar do tempo, o Arquiteto de Informação foi abraçando o papel de pensar em toda a experiência do usuário quando interage com um produto digital – daí o nome User Experience Design, ou simplesmente UX Design.

 

urso_cracha_1200

Quem são esses profissionais?

UX Design é uma carreira multidisciplinar, o que acaba trazendo para o mercado uma diversidade muito rica de profissionais, formados em diversas áreas do conhecimento. Jornalistas, bibliotecônomos (e bibliotecários), publicitários, designers e até cientistas moleculares – o que conta mesmo é a organização, a capacidade de se colocar no lugar dos usuários e muito, muito bom senso. Em 2011 a UPA (Usability Professionals Association) fez uma pesquisa para levantar o perfil dos arquitetos de informação brasileiros: características demográficas, formação, cargo, salários, job description e interesses. Vale a pena dar uma olhada nos resultados abaixo e entender um pouco mais sobre mercado no qual você está pensando em entrar.

Onde eles estão?

O número de UX Designers espalhados pelo país ainda é relativamente pequeno, então não é muito comum encontrar um deles na fila do supermercado ou na padaria perto de sua casa. Mas mesmo que essas letras mágicas (“UX) não apareçam no cargo da pessoa, isso não quer dizer que ela não esteja projetando experiências para usuários. Até o programador ao desenvolver um site, por exemplo, acaba participando como um User Experience Designer. Afinal, as pessoas irão usar aquela interface que o programador está criando e isso terá impacto direto na experiência delas.

Uma rápida busca no Linkedin pelo termo “UX Designer” retornará uma porção de resultados. Dizem até que “UX” é um dos termos que mais cresce na rede social. Outra opção para encontrá-los é consultar o Mapa da Arquitetura de Informação no Brasil, criado pelo Anderson Sales, com várias empresas, agências, institutos e consultorias que empregam esse tipo de profissional em todo o país. O mapa é colaborativo e aceita contribuições de novos lugares. É bacana para ter uma ideia da concentração dos profissionais pelas grandes cidades.

O que eles fazem no dia-a-dia?

Wireframes, sitemaps, personas, pesquisas etnográficas e uma infinidade de coisas. Veja essa lista com os Entregáveis da Arquitetura de Informação para entender um pouco mais sobre os documentos e atividades desenvolvidos no dia-a-dia de um profissional da área.

Como me aproximar do assunto?

É aqui que entra uma grande lista que eu fiz, reunindo as principais fontes e referências no assunto, incluindo sitesblogslinkspodcastsprofissionais para você seguir no Twitter e livros de UX e AI. Recomendo escolher alguns deles para começar a incorporar essa leitura no seu dia-a-dia.

Link: How to keep up to date on UX Design >

. Páginas no Facebook

Bolei também um compilado de páginas no Facebook que falam sobre UX e Arquitetura de Informação. Basta assinar a lista para passar a receber atualizações direto na sua página inicial do Facebook. E se você ainda não o fez, “curta” nossa página para receber nossos posts por lá.

. Grupos nas Redes Sociais

Uma outra opção interessante para trocar ideias com profissionais brasileiros da área é utilizar os grupos no Facebook, Linkedin e Google Plus que foram sendo criados sobre o assunto. Esses são os grupos dos quais participo:

Aliás, se quiser manter contato comigo em alguma rede, aqui vão meus links: FacebookTwitterGoogle PlusLinkedin.

. Listas de discussão

IAI (Information Architecture Institute) possui uma lista de discussão em português onde participam grande parte dos profissionais da área. Nessa lista são discutidas referências, estudos de caso, novas tecnologias, processos, metodologia, vagas, eventos e outros assuntos relacionados à profissão, incluindo a organização de animados happy hours e outros encontros regionais entre AIs. Nesta página é possível se inscrever para receber os e-mails e participar das discussões. A lista conta com um grande número de entusiastas e profissionais da área, então é importante ter bom senso na hora de participar.

Há também a lista de discussão internacional do IxDA, com um volume ainda maior de participantes e de discussões, todas realizadas em inglês.

Como me aprofundar no assunto?

Há quem acredite que não seja possível se aprofundar em UX senão trabalhando durante muitos anos na área ou então seguindo carreira acadêmica. Mas caso você esteja pensando em entrar de cabeça, há uma série de livros, cursos e eventos recomendados para quem deseja refletir um pouco mais sobre a disciplina – e no caso dos workshops, até colocar a mão na massa.

. Livros

Alguns dos livros mais conhecidos sobre o assunto

Compilei na lista abaixo os principais livros sobre o assunto, mas vale pesquisar outros títulos caso você esteja procurando uma orientação mais específica (sobre mecanismos de busca, search engine optimization, testes de usabilidade etc.). Alguns deles possuem também uma versão em português. Link: grupo de UX Design no GoodReads >

Se você está procurando um livro para iniciantes, recomendo dar uma olhada no livro que escrevi recentemente chamado Introdução e Boas Práticas em UX Design:

Livro Introdução e boas práticas em UX Design

Introdução e Boas Práticas em UX Design é uma coletânea de artigos, exemplos e boas práticas em User Experience Design para quem trabalha com criação e desenvolvimento de produtos digitais – seja em portais, agências, startups, consultorias ou empresas de alguma forma envolvidas com criação de software. Além de exemplos práticos, o livro traz um panorama do mercado para quem busca dar os primeiros passos na área.

. Cursos

Apesar de grande parte dos profissionais que trabalham na área serem autodidatas, um dos assuntos mais procurados por quem visita o blog são os cursos e especializações em Arquitetura de Informação. O número de cursos disponíveis no Brasil está crescendo bastante nos últimos anos, mas optei por não listar aqui os cursos que eu conheço para não ser tendencioso. Na dúvida, peça recomendação para outros profissionais da área que você conhece – ou então use algum dos grupos e listas de discussão acima para fazê-lo.

. Eventos

Ainda não são muitos os eventos, especialmente os nacionais, mas todos os eventos em que estive presente foram sempre muito bem organizados. Frequentemente acontecem palestras e eventos irregulares, que não estão listados aqui. A lista de discussão do IAI é uma boa forma de ficar informado quando eles estão para acontecer.

Nacionais

Internacionais

  • Veja aqui uma lista completa com mais de 30 eventos de UX espalhados pelo mundo. Quem sabe você não se programa para participar de algum na sua próxima viagem internacional? UX Design Events >

Posts e artigos

Compilei uma lista com os posts aqui do Blog de AI para quem está chegando agora. Dê uma olhada e compartilhe com quem também está iniciando:

Por enquanto é isso. Espero que essa lista ajude a orientar os novos profissionais e também aqueles que já trabalham na área e que não têm muito contato com outros UX Designers e Arquitetos de Informação. Contribuições positivas são sempre bem vindas :)

Acompanhe o conteúdo aqui do blog

blogs_de_ux_design_brasil

Não esqueça que existem várias formas de receber nossos posts quando eles forem publicados. Será um prazer ter você como leitor.

Fabricio Teixeira

Fabricio Teixeira

Deixe um Comentário

Loading Facebook Comments ...