Definições visuais para UX Design

Peter_Morville

Post rápido para compartilhar um apanhado com os mais famosos gráficos e diagramas que tentam explicar o que é UX Design, quais são suas diversas sub-disciplinas e quais são as etapas do processo de design centrado no usuário.

(Se você estiver lendo este post por RSS ou email e a apresentação acima não abrir, veja-a no blog)

Carregando páginas em menos de 1 segundo

Apresentação fantástica de Patrick Hamann, do The Guardian, sobre como eles redesenharam o site para que as páginas fossem carregadas em menos de 1000ms (1 segundo).

Segundo uma pesquisa realizada em 2013, as expectativas dos usuários estão cada vez mais exigentes: hoje espera-se que uma página carregue em cerca de 1 segundo. Mais do que isso, o usuário já começa a se distrair mentalmente e a considerar realizar outra tarefa ao invés de esperar a página terminar de carregar.

Performance

Na apresentação, Patrick dá os detalhes das implementações e técnicas utilizadas para que esse carregamento “a jato” fosse possível.

Link para a apresentação: Breaking news at 1000ms

Leia também: A importância da performance das páginas na experiência do usuário

As habilidades mais procuradas em novos UX Designers

sketching

Em época de longas baterias de entrevistas para contratar novos profissionais de UX, é comum parar um pouco para organizar os pensamentos e analisar: “quais habilidades um novo profissional de UX (junior/pleno) precisa ter?“.

É claro que essas habilidades variam muito de empresa para empresa, mas algumas delas são onipresentes em vários times de design no mercado (tanto em agência, em cliente, em consultoria, em produtora etc.).

Penso que esses profissionais de nível junior e pleno são um bom termômetro do que está acontecendo no mercado. Normalmente não são exigidos deles habilidades como contato com cliente, apresentações ou definição de estratégia de marca – o que faz com que eles fiquem bem focados no “craft”, no desenvolvimento do trabalho.

Continue lendo »

Entrevista para o blog da Shutterstock

static.squarespace

Novidade bacana: hoje saiu uma entrevista minha lá no blog da Shutterstock. Perguntas afiadas da Ana Paula Magalhães sobre o processo de escrita do livro que publiquei recentemente, sobre carreira e mercado de UX.

Passa lá: Shutterstock >

Desenhando um produto para mais de um bilhão de pessoas

Like_Button

Há algum tempo o time de design do Facebook que cuida do botão de Like decidiu que ele precisava ser redesenhado. Já não expressava mais a personalidade da marca e também passava por alguns problemas simples de legibilidade e funcionamento.

Sabe quanto tempo os designers do Facebook levaram para redesenhar o botão de Like?

Mais de 280 horas.

Isso dá 7 semanas full-time de um designer, trabalhando oito horas por dia.

Para redesenhar o botão de Like.

Continue lendo »

Métodos e Entregáveis de UX (em português)

Métodos e Entregáveis de UX

Em um dos capítulos do livro Introdução e Boas Práticas de UX falo sobre os principais métodos e entregáveis utilizados pelos profissionais de UX em seu trabalho.

São métodos para as diversas etapas do projeto de criação de produtos digitais – planejamento, concepção, desenho de interação, averiguação, e assim por diante.

Aqui nessa página você confere a lista completa com todos os métodos e entregáveis, seguidos de um link para ler mais sobre cada um deles.

Resenhando os mictórios para encorajar os homens a lavarem as mãos após o ato

Mictórios-torneira 1

O problema: Aproximadamente 1/3 dos norte-americanos não lavam as mãos depois de saírem de um banheiro público, um problema mais frequente entre homens do que entre mulheres. Então o designer Kaspars Jursons resolveu propor uma solução para isso.

Mictórios-torneira 2

A solução: Um mictório com uma pia acoplada no topo dele. Isso reduz a “distância” entre o mictório e a pia, que em banheiros públicos normalmente fica a alguns passos de distância. Ok, esses poucos passos não justificam o fato de eles não lavarem as mãos, mas ao colocar a solução na cara da pessoa, ele percebeu que os índices de inadimplência higiênica diminuíam bastante. A torneira ainda conta com sensores a ativam automaticamente, assim que o mictório percebe que o usuário terminou o serviço.

Continue lendo »

Chegou a hora do UX Designer trabalhar em pé

Trabalhar_em_pé

Calma, o título desse post é apenas uma metáfora.

Pra começar, dá uma olhada no vídeo abaixo:

Airfy é uma startup que promete mudar a forma como utilizamos nossos smartphones em espaços físicos – mais especificamente dentro da nossa própria casa.

Através de sensores e smart objects espalhados pela casa, o usuário é capaz de configurar algumas “regras” que acontecem automaticamente assim que ele se aproxima de um dos sensores ou entra em determinado cômodo. Como acender a luz do banheiro automaticamente assim que seu smartphone se aproxima, por exemplo.

Legal.

Agora dá uma olhada nesse aqui:

Continue lendo »

Um fluxograma para você decidir entre App ou Site Mobile

Você já deve ter passado por uma discussão como essas: o cliente pediu para criamos um aplicativo de celular. Mas será que é melhor criarmos um app ou um site mobile (ou responsivo)?

Ou ainda: será que a melhor solução é um formato híbrido entre app nativo e web app?

Pois os caras da SapientNitro publicaram uma árvore de decisão que pode te ajudar a bater o martelo:

Continue lendo »

Peek: um aperitivo de como funcionam os testes de usabilidade online

Peek_User_Testing

Há algumas semanas o usertesting.com lançou uma versão Trial do seu principal produto: a habilidade de assistir a um usuário navegando em seu site ou app.

Na versão gratuita não é possível segmentar a audiência nem passar tarefas específicas para os usuários, mas a mera sensação de ver as pessoas comentando em voz alta o que estão pensando ao utilizarem seu produto, já é um ótimo incentivo para que mais e mais pessoas utilizem a ferramenta.

Continue lendo »

Google+